fbpx

10 Melhores Livros de Jornalismo [2021]

Profissões 12
livros de jornalismo

Você precisa de indicações dos melhores livros de jornalismo disponíveis no mercado? Então você chegou ao artigo certo!

Geralmente, as obras desta categoria têm como objetivo não apenas apresentar os aspectos teóricos da profissão, mas também conscientizar profissionais que já atuam no mercado e estudantes a compreenderem melhor a responsabilidade desta área de atuação.

Por isso, separamos algumas obras que podem ajudar você a desenvolver o senso crítico, conhecer melhor a história da profissão ou até mesmo atualizar os conhecimentos na era digital!

Ficou curioso? Então confira nossas indicações até o final. Vamos começar? Descubra quais são os 10 melhores livros de jornalismo:

#1 Teoria do Jornalismo

Autor: Felipe Pena

Livro Teoria do Jornalismo

No século XXI, a informação é, sem dúvidas, um dos bens mais valiosos existentes. Como o jornalista é o mediador entre a relação notícia-leitor, cabe a ele entender quais são os efeitos da notícia para a sociedade.

Neste livro, o autor aborda os principais conceitos e teorias do jornalismo de forma clara e concisa. Além disso, ele ajuda os leitores a desenvolverem cada vez mais o pensamento crítico, aplicando esse conhecimento na redação das principais notícias ao redor do mundo.

Por último, vale ressaltar que a obra destaca ainda as tendências e alternativas ao jornalismo tradicional. Portanto, quem quer aprender mais sobre ética e os veículos de comunicação de massa não pode perder essa leitura!

Características:
Capa comum: 236 páginas
Editora: Editora Contexto; Edição: 3 (1 de fevereiro de 2005)
Link do Livro na Amazon


#2 Eu Sou Ricardo Boechat

Autor: Eduardo Barão e Pablo Fernández

eu sou Ricardo Boechat

Quer saber mais sobre uma das maiores personalidades do jornalismo? Então este é o livro ideal para você! Ricardo Boechat começou no jornalismo impresso em 1971 e estretou na TV em 1996. Porém, ele ingressou no rádio apenas em 2006, momento no qual descobriu sua grande paixão.

O jornalista ficou 13 anos no microfone da BandNews FM, tornando-se um dos mais famosos, ácidos, eloquentes e bem-humorados apresentadores do país. Uma das suas características mais marcantes era a valorização pelo contato com o ouvinte.

Nessa biografia, os autores Eduardo Barão e Pablo Fernández trazem cem histórias que retratam Boechat como um dos principais jornalistas do país. O objetivo é manter vivo o legado deste nome tão importante até os dias atuais!

Características:
Capa comum: 224 páginas
Editora: Panda Books; Edição: 1 (4 de dezembro de 2019)
Link do Livro na Amazon


#3 Jornalismo Esportivo

Autor: Paulo Vinicius Coelho

jornalismo esportivo

O jornalismo esportivo é um dos mais desejados entre os estudantes da profissão, sendo também uma das áreas mais rentáveis. Porém, nem sempre é com essa importância que os jornalistas encaram o segmento.

A verdade, é comum que o esporte seja considerado uma editoria “menor”, mas com ótimos profissionais. Cada vez mais competitiva, ela demanda novos profissionais em diversos veículos de comunicação.

Neste livro, o autor traz dicas para que você possa se destacar na área. Um dos temas centrais é justamente as formas de abandonar o título de “palpiteiro”, abordando o assunto de forma profissional e de acordo com os maiores pilares do jornalismo: esforço, independência, imparcialidade e criatividade.

Características:
Capa comum: 120 páginas
Editora: Editora Contexto; Edição: 3 (1 de fevereiro de 2003)
Link do Livro na Amazon


#4 Jornalismo: Compreensão e reinvenção

Autor: José Marques de Melo

jornalismo compreensão e reinvenção

Esse livro é ideal para quem busca ampliar os seus horizontes e realmente transparecer circunstâncias, motivações, ambientes e fatos em seus artigos jornalísticos. Afinal, nem sempre é fácil identificar esses critérios no jornalismo tradicional e “modelado”.

Para o autor, a compreensão e reinvenção não quer dizer exatamente aspirar aos produtos jornalísticos, e sim analisar problemas e encontrar soluções. Dessa forma, todos esses conceitos abordados devem ser repassados aos jovens jornalistas que chegam ao mercado de trabalho.

Ou seja, o objetivo da obra é estabelecer uma ponte entre o campo teórico e o mundo real, no qual os leitores vão atuar. Afinal, o jornalismo acontece a todo tempo e essa é uma época particularmente interessante para exercer a profissão.

Características:
Capa comum: 272 páginas
Editora: Saraiva; Edição: 1 (29 de novembro de 2012)
Link do Livro na Amazon


#5 Pensar o discurso no webjornalismo: temporalidade, paratexto e comunidades de experiência

Autor: Edson Fernando Dalmonte

pensar o discurso webjornalismo

Uma coisa não podemos negar: cada vez mais, o jornalismo conquista o seu espaço online. Se antes estávamos acostumados a comprar revistas e jornais, agora a informação está a apenas um clique de distância. A cada dia, cresce o número de portais, revistas eletrônicas, blogs e até mesmo perfis nas redes sociais dedicados a transmitir informações.

Isso significa que o jornalismo tradicional precisa se reinventar para conquistar esse novo público. Quando falamos sobre o “jornalismo”, na verdade, estamos nos referindo aos profissionais que exercem essa profissão.

A obra de Edson Fernando Dalmonte busca investigar o estágio atual do webjornalismo por meio da análise de discurso. Isso significa buscar as características próprias desse formato de linguagem, compreendendo suas particularidades para transmití-la ao leitor. Além disso, o ator ressalta a importância das comunidades de experiência para simular o contato entre instâncias comunicacionais.

Características:
Capa comum: 254 páginas
Editora: Edufba (1 de janeiro de 2009)
Link do Livro na Amazon


#6 Jornalismo online: modos de fazer

Autor: Carla Rodrigues

jornalismo online modo de fazer

Esse também é um dos mais importantes livros de jornalismo quando falamos sobre o universo online. Escrito e organizado por Carla Rodrigues, ele busca compreender uma época bastante intrigante da área: a era na qual não é preciso ter um diploma de estudo superior para exercer a profissão. Ou seja, a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) indica que não são necessários conhecimentos específicos.

O objetivo da autora é justamente mostrar que nesse universo digital, o cuidado com o jornalismo é cada vez mais importante e é um ofício que precisa ser renovado. Logo, os conhecimentos técnicos, visão de mundo e compreensão do papel de mediador em uma sociedade bombardeada por informações é de suma importância.

A obra é uma fonte essencial para superar o determinismo tecnológico e conduzir a ação dos sujeitos sociais responsáveis pela disseminação da informação. Ao longo da leitura, você vai entender o potencial da internet e dos processos de digitalização para o desenvolvimento do conteúdo jornalístico.

Características:
Capa comum: 214 páginas
Editora: Sulina; Edição: 1ª (1 de janeiro de 2013)
Link do Livro na Amazon


#7 Pós-verdade e fake News: reflexões sobre a cultura de narrativas

Autor: Vários autores

pós verdade e fake news

Principalmente nesses últimos anos, pudemos observar uma disseminação cada vez maior do termo “fake news”. Se antes ele era utilizado como uma indústria do escárnio, conhecida por disseminar informações absurdas, agora aprendemos que a existência das notícias falsas pode confundir a sociedade e, ao mesmo tempo, promover o demérito e a confiabilidade do jornalismo.

Com esse desprezo pelo jornalismo, a negação das evidências científicas e a disseminação do ódio, a internet e as redes sociais se tornam veículos condutores para a propagação de notícias falsas. Isso se tornou uma realidade preocupante e perigosa!

Com isso, o objetivo do livro é analisar a ameaça à existência da democracia como a conhecemos. Isso significa compreender o funcionamento de elementos como os robôs, a própria indústria das fake news e algoritmos para que possamos distinguir as notícias falsas e, ao mesmo tempo, deter essa onda que se torna cada vez maior.

Características:
Capa comum: 128 páginas
Editora: Editora Cobogó; Edição: 1 (21 de outubro de 2019)
Link do Livro na Amazon


#8 Jornalismo organizacional: produção e recepção

Autor: Marlene Branca Sólio

jornalismo organizacional

A obra de Marlene Branca Sólio se destaca entre os livros de jornalismo por explorar um segmento de atuação que talvez as pessoas não conheçam tanto como deveriam: o jornalismo organizacional. Porém, não há como negar a importância desse segmento, presente na grande maioria das empresas.

Dessa forma, o livro apresenta uma visão crítica do jornalismo produzido dentro das organizações. Para isso, a autora analisa o ambiente das empresas e os desafios que são característicos ao profissional que trabalha no ambiente organizacional.

A leitura abrange temas como os veículos produzidos para os funcionários (como as revistas corporativas, a televisão corporativa, a intranet e mais) e como acontece a recepção das informações transmitidas. Logo, o livro se torna imprescindível para estudantes e profissionais que desejam construir a carreira neste segmento.

Características:
Capa comum: 208 páginas
Editora: Summus Editorial; Edição: 1ª (1 de janeiro de 2011)
Link do Livro na Amazon


#9 O Grande Livro do Jornalismo

Autor: Jon E. Lewis

o grande livro do jornalismo

Redigido e editado por Jon E. Lewis, O Grande Livro do Jornalismo reúne 55 dos mais emblemáticos textos jornalísticos de todos os tempos. A obra engloba artigos como “Um homem é guilhotinado em Roma”, escrito por Charles Dickens em 1845 e “O relógio marcava 7h55 – precisamente o momento em que o míssil explodiu”, de Robert Fisk. Esse último é famoso por tratar a Guerra do Iraque em 2003.

Além dos textos citados acima, você vai encontrar também produção de grandes nomes como Mark Twain, Jack London, John Reed, Dorothy Parker, John Dos Passos, George Orwell, Relman Morin e muito mais.

Além de servir como inspiração às pessoas que gostariam de trabalhar com o jornalismo, a coletânea de grandes artigos serve como um guia do passado para servir o futuro. Ou seja, traça uma trajetória desde os primeiros dias do jornalismo até períodos mais atuais e próximos da nossa realidade.

Características:
Capa comum: 378 páginas
Editora: José Olympio (8 de abril de 2008)
Link do Livro na Amazon


#10 Manual de jornalismo para rádio, TV e novas mídias

Autor: Paulo Lima e Heródoto Barbeiro

manual do jornalismo tv rádio e novas mídias

Por último, não podemos deixar de citar outro dos grandes livros de jornalismo. Escrito por Paulo Lima e Heródoto Barbeiro, a obra tem como objetivo incentivar a reflexão sobre a qualidade do jornalismo na era da internet. Além disso, busca compreender também o impacto das transformações tecnológicas para a área.

Por isso, o livro funciona como muito mais do que um manual de instruções. Em complemento, os autores incentivam o leitor a compreender os limites da ética ao mesmo tempo em que desejam formar jornalistas capacitados para atuar em qualquer meio eletrônico de comunicação.

Ao longo da leitura, você encontrará orientações para enfrentar desafios cotidianos da profissão, analisando o ambiente das redações e diversas dificuldades do mercado. Além disso, ele é indicado também para profissionais de publicidade e relações públicas que gostariam de ampliar seus conhecimentos no universo da comunicação.

Características:
Capa comum: 232 páginas
Editora: GEN LTC; Edição: 1 (19 de dezembro de 2012)
Link do Livro na Amazon


E aí, o que você achou da nossa lista de livros de jornalismo?

Não deixe de comentar no espaço abaixo para compartilhar a sua opinião e aproveite para divulgar o artigo nas redes sociais!

Livros e Atitudes

Livros e Atitudes é feito por amantes da boa leitura e nossa missão é incentivar esse hábito em todo o país. A leitura transforma nosso mundo!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 8 =

© 2018 - 2020 - Livros e Atitudes - Todos os direitos reservados